quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Teatro na escola ensina a importância da nota fiscal

Campanha Leve a Nota da Sefaz ES
Matéria retirada do site da Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo www.sefaz.es.gov.br


Teatro Nota Fiscal Campanha Sefaz/ES
Uma simples ida ao mercadinho do bairro se torna o ponto de partida para uma aula de cidadania para uma menina. Esse é o mote da peça "Vendinha Capixaba", que vai falar da importância da nota fiscal para crianças de 25 escolas de Ensino Fundamental da Grande Vitória. As apresentações começaram nesta segunda-feira (17), na Escola Municipal de Ensino Fundamental João Paulo Sobrinho, em Viana, e serão realizadas até o final de novembro.

As encenações fazem parte da campanha Leve a Nota, que a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) lançou em julho, e são realizadas dentro do Programa Estadual de Educação Tributária, que leva informações acerca da aplicação dos tributos e sua importância para a sociedade a alunos e professores - promovendo, inclusive, a capacitação dos docentes para a multiplicação das informações em sala de aula. O projeto é coordenado pela Gerência de Desenvolvimento Fazendário (Gedef) da secretaria.

Personagens da Campanha Leve a Nota!
No roteiro da peça, a menina Gildinha vai ao mercadinho de Seu Manoel fazer compras para a mãe. Apesar de bem esperta - ela sabe muito bem escolher os produtos que lhe foram pedidos -, nem faz ideia de que é preciso levar sempre para casa a nota fiscal.

"Nosso objetivo é que as crianças desde já tenham noção de que pedir a nota fiscal é um exercício de cidadania", diz a subgerente de Desenvolvimentos de Recursos Humanos da Sefaz, Maria da Penha Zanoni Brito.

É a partir da emissão da nota fiscal que se tem o registro das vendas de produtos e serviços, necessário para o recolhimento de impostos. No caso do Estado, o imposto recolhido é o ICMS, que é aplicado principalmente na saúde e na educação. Além disso, 25% do que é arrecadado pelo Estado com o imposto é destinado aos municípios, sendo a principal receita de muitas prefeituras capixabas.

Ela destaca que as notas ajudam não apenas o Estado a aumentar o montante arrecadado de ICMS, mas também as prefeituras a receber um percentual maior deste montante, a partir do crescimento do registro de operações comerciais realizadas em cada cidade.

Interação

Personagens em ação na Peça Tetral aos alunos.
A diretora da escola João Paulo Sobrinho, Valéria Siqueira Regis, elogiou a iniciativa da Secretaria da Fazenda. "Houve uma interação muito boa entre os atores e as crianças. A peça é dinâmica e conseguiu atrair a atenção de todos. Agora, as crianças vão transmitir o que viram aos pais e cobrar para que eles peçam sempre a nota", disse a diretora.

Quem também aprovou o teatrinho foi a estudante do quarto ano Mayra Souza Santana, de 10 anos. "Foi muito legal. Não sabia que pedir a nota era tão importante. Agora, vou pedir sempre", comentou.

Nenhum comentário:

Jogo Pacman