quinta-feira, 26 de abril de 2012

A origem de Vitória no Espirito Santo (ES)

Fundada oficialmente em 8 de setembro de 1551, Vitória possui um dos conjuntos arquitetônicos mais representativos do País. A cidade oferece um passeio por quase 500 anos de história, através de seus casarios antigos, igrejas e palácios.

O primeiro núcleo a ser povoado no Espírito Santo foi Vila Velha. Como esta não oferecia muita segurança contra os ataques dos índios que habitavam a região, Vasco Coutinho procurou em 1549 um lugar mais seguro e encontrou numa ilha montanhosa onde fundou um novo núcleo com o nome de Vila Nova do Espírito Santo, em oposição ao primeiro, que passou a ser chamado de Vila Velha. As lutas contra os índios continuaram até que no dia 8 de setembro de 1551, os portugueses obtiveram uma grande vitória e, para marcar o fato, a localidade passou a se chamar Vila da Vitória e a data como a de fundação da cidade.

É muito controvertida a data da mudança da sede do governo da Capitania. A dúvida fica entre os anos de 1550 e 1551, sendo que oficialmente é considerado o dia 8 de setembro de 1551 como o dia da cidade de Vitória. Todavia, o provedor-mor da Fazenda, Antônio Cardoso de Barros, em documento anterior já se reporta à Vila Nova da Vitória em 1550. Assim, os historiadores fixam a data da fundação da vila, nova sede da capitania, em 1550, e o governo-geral, nesse mesmo ano, assina algumas provisões criando cargos para a organização administrativa da capitania.

A Ilha de Vitória começou a ser povoada pelos colonos portugueses por volta de 1537, quando doada pelo donatário Vasco Fernandes Coutinho, de papel passado e assinado, ao fidalgo Duarte de Lemos. Era chamada de Ilha de Santo Antônio pelos portugueses e Ilha do Mel pelos indígenas.

Esta ilha tornou-se a capital e principal cidade da Capitania do ES por razões estratégicas de defesa dos portugueses e pela exuberância da natureza, com água farta e limpa.

www.morrodomoreno.com.br

Nenhum comentário:

Jogo Pacman