domingo, 29 de abril de 2012

O turismo na Região do Caparaó ES

O turismo na Região do Caparaó capixaba despontou depois que a portaria de acesso ao Pico da Bandeira, no município de Dores do Rio Preto, foi aberta em 1997 (existe, também, uma do lado mineiro).
De lá para cá, quem visita o lugar se encanta, também, com os municípios do entorno, que vêm trabalhando para oferecer boa infra-estrutura para os aventureiros. Parece que conseguiram, pois o número de visitantes aumentou consideravelmente nos últimos anos.
Hoje, os hóspedes são recebidos pelo sistema “Cama e Café”, onde o turista dorme e se alimenta em casas de proprietários rurais. Mas também já existem várias pousadas, desde as mais rústicas até as mais confortáveis, com detalhes mais requintados. Atualmente, já dá, por exemplo, para apreciar a natureza ouvindo o com de um piano. Onde? Em Pedra Menina.
E a natureza da região, acredite, não deixa a desejar. O local abriga cascatas, com mais de 80 metros de altura, ou córregos, na verdade pequenos filetes de água que surgem com maior intensidade nos tempos de chuva. Resumindo: é impossível fugir das nascentes. E pra quê? O melhor é encarar o frio e mergulhar de cabeça nessa aventura.
Em Ibitirama, por exemplo, o rio vai ziguezagueando pelas pedras, formando um belo cenário, algumas parecem que foram lapidadas à mão. Já as águas dos poços verdes parecem desenhar a comunidade de Pedra Roxa. Tudo bem, o maior desafio é se banhar, afinal é frio de “bater os dentes”. Mas, encare, afinal, estar na região é uma ótima oportunidade para lavar a alma.
Fonte: Jornal A GAZETA de 17/06/2007
Foto: Andressa Alcoforado
Conpilado por Walter de Aguiar Filho em 23/02/2011

Nenhum comentário:

Jogo Pacman